sexta-feira, 9 de março de 2007

Fantastic voyage: para viver bastante, e bem.

“ O tratamento médico convencional visa a lidar com processos degenerativos em longo prazo apenas depois que irrompem em doença clínica avançada, mas então, já é tarde demais. (...) Vale a pena considerar o processo de reversão e superação da progressão perigosa da doença como se fosse uma guerra. Como em qualquer guerra, se o inimigo está prestes a cruzar os portões – ou, pior, se já os cruzou -, é importante mobilizar todos os meios possíveis de inteligência e armamento.

(...)

(...) questões de saúde ganham nossa atenção assim que a docença clínica se manifesta, mas a maioria dos indivíduos não consegue se concentrar na prevenção e no melhoramento da saúde antes da eclosão de sintomas explícitos. Infelizmente, a profissão médica é orientada para detectar e tratar essas condições apenas depois que atingem oponto crítico (medicina de controle de sintomas); portanto, a maioria da população recebe dos profissionais de saúde orientações limitadas sobre a prevenção de doenças. Não devemos esperar que outros indiquem o caminho para a cura; a única pessoa que pode assumir responsabilidade por sua saúde é o próprio indivíduo.”

Fonte:
Kurzweil, Ray; Grossman, Terry. A medicina da imortalidade: as dietas, os programas e as inovações tecnológicas que prometem revolucionar nosso processo de envelhecimento. Trad. Cássia Nasser. São Paulo: Aleph, 2006. pág 26.

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir